Você está visualizando atualmente O que é o spread bancário?

O que é o spread bancário?

Gostou? Compartilhe:

O spread bancário seria a diferença entre os juros que os bancos pagam para captar recursos e os juros que esse mesmo banco cobra para emprestar dinheiro. É essa diferença que faz com que os juros pagos pro aplicações financeiras sejam mais baixas que as taxas pedidas pelos bancos em empréstimos. Para os bancos, quanto maior for o spread, mais lucro obterá em suas operações.

Entenda como o spread bancário é formado e como cada componente interfere no seu valor final.

  • Inadimplência

A inadimplência consiste no não pagamento de uma dívida. Dessa maneira, quando o banco vai conceder um empréstimo, existe um risco de não receber o dinheiro de volta, fazendo com que esse fato entre na composição do spread bancário.

  • Lucros

Bancos comerciais ou cooperativas financeiras ou instituições que oferecem crédito geram superávit financeiro a partir da margem entre o que pagam de rendimentos aos clientes que investem e o que recebem com os juros dos empréstimos aos clientes que os requisitaram.

  • Impostos diretos

A tributação tem peso direto na formação do spread bancário. Os impostos que fazem parte dessa conta são o Imposto de Renda, Imposto sobre Operação Financeira, Programa de Integração Social, Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

  • Compulsórios + encargos

O Banco Central recebe o depósito compulsório vindo de instituições bancárias através de uma determinação legal. O depósito é referente a parte das captações em poupança, depósitos à vista ou à prazo. Ele tem como objetivo controlar o volume de dinheiro em circulação na economia, e acaba afetando de forma direta nas taxas de juros praticadas, uma vez que as instituições financeiras, esse depósito é um dinheiro “desperdiçado”, que pode ser usado para gerar lucros para a empresa.

  • Custo administrativo

Por último, a composição do spread bancário acaba adicionando os custos administrativos referentes aos gastos com salários e despesas dos funcionários e das agências bancárias para realizar as operações de crédito.

Diversos problemas estruturais e macroeconômicos fazem com que o spread bancário seja tão alto. A concentração bancária é um dos principais motivos. Na maior parte dos mercados, a maior concorrência faz com que os preços abaixem, por isso o oligopólio dos bancos contribui para que os valores cobrados sejam tão altos.

Um outro grande problema é a taxa básica de juros no Brasil, tal taxa é utilizada como base para saber quanto de rendimento o investidor irá obter. A taxa de juros reais, calculada pela subtração da taxa básica de juros pela inflação, representa o real valor do que você ganha de poder de compra ao investir. Além disso, os elevados impostos também contribuem para o spread bancário, uma vez que a concentração bancária permite que o banco passe integralmente os custos tributários para quem necessita de crédito.

Caso necessite de alguma ajuda para resolver problemas na Receita Federal ou ainda possua alguma dúvida, acione nossa equipe pelo WhatsApp, estamos prontos para lhe atender.

Cadastre-se no nosso blog e esteja sempre atualizado com nossas publicações!


Gostou? Compartilhe: