Você está visualizando atualmente Crédito de Carbono. Tema antigo, mas ainda atual

Crédito de Carbono. Tema antigo, mas ainda atual

Gostou? Compartilhe:

Mercado de Crédito de Carbono. Não saiu do papel.

Poucas vezes se investiu tanto no projeto e se falou tanto como o que ocorreu com o Crédito de Carbono. Lembro-me que até no meu escritório Juvenil Alves, chegamos a criar um departamento que trataria do assunto, tendo destacado algumas pessoas, pesquisadores e gente de mercado, para tratar da questão.

Forçoso é reconhecer, o que já fiz no passado, que o mercado de crédito de carbono não decolou. Foi uma pena, porque remunerar quem gerasse ativos ambientais seria bom para todos nós, especialmente para o planeta.

Mas por que não decolou? A certificação ficou cara, dificil e principalmente no Brasil ninguém conseguiu certificar um projeto em fase final, exceto um ou outro florestal.

O mercado regulado, que seria o oficil faliu, portanto. No mercado voluntário houve um começo de reação, mas que no final também não deu em nada. Os USA fecharam o mercado e não deixaram progredir.

A explicação mais simples para a derrocada é que não houve comprador, diante da omissão de todos os países (signatários ou não), em fiscalizar as emissões e a compra.

Certo é que se no passado não decolou, agora em época de coronavirus é que não vai mesmo progredir, especialmente porque temos outras prioridades mais importantes.

Estou postando video do passado sobre a matéria, que de resto hoje não contribui tanto, mas mostra que o assunto – a derrocada do crédito ambiental, ainda é atual.

Juvenil Alves.

Caso necessite de alguma ajuda para resolver problemas na Receita Federal ou ainda possua alguma dúvida, acione nossa equipe pelo WhatsApp, estamos prontos para lhe atender.

Cadastre-se no nosso blog e esteja sempre atualizado com nossas publicações!

Leia também: Dívida Tributária é caso de prisão? Dívida Ativa, saiba como proceder A reforma tributária é favorável para os contribuintes? Planejamento Tributário, garanta o seu sucesso! Dívida Tributária, pare de adiar a sua gestão jurídica! ; COVID-19 e a gestão tributária eficiente


Gostou? Compartilhe: